fbpx
skip to Main Content
Brasil De Fato: Caos De Energia No Amapá Deve Servir De Exemplo Para O Rio Grande Do Sul

Brasil de Fato: Caos de energia no Amapá deve servir de exemplo para o Rio Grande do Sul

O apagão no Amapá, que já deixa mais de 700 mil pessoas sem luz, água e combustíveis há mais de 15 dias, demonstra a realidade e os impactos que privatização pode causar na vida dos brasileiros. A situação também ampliou o debate sobre privatização, em especial, no movimento sindical.

O presidente do SINTEC-RS, César Augusto Silva Borges, falou ao jornal Brasil de Fato sobre a privatização do setor de energia elétrica e a situação do Amapá. Confira, a seguir, a fala do presidente do sindicato ao jornal:

César Augusto, presidente do Sindicato dos Técnicos Industriais de Nível Médio do RS (Sintec-RS), que representa trabalhadores de diversas empresas públicas e privadas do setor, entre elas os técnicos industriais da CEEE, também deixa o alerta: “Não tenhamos dúvidas, o que aconteceu no Amapá, pode acontecer também no Rio Grande do Sul”.

Traçando um paralelo com o Amapá, o presidente do Sintec afirma que estamos prestes a correr sérios riscos da mesma forma, se o governo estadual conseguir vender os dois braços da transmissão e geração de energia da CEEE e entrar no mesmo modelo de gestão do sistema.

“O recente acontecimento no Amapá deixa claro o que significa essa narrativa de privatização: é precarização. Privatização, no Brasil, significa aumento da tarifa e piora no serviço. Evidencia o quanto o Estado precisa intervir para corrigir, para reparar situações, foi assim em Brumadinho, foi assim em Mariana, agora é assim no Amapá.”

Acesse a notícia completa aqui.

Back To Top