Posts

França anuncia reestatização da companhia elétrica EDF para lidar com crise energética

A reestatização de empresas já é uma tendência em todo o mundo e, recentemente, a França anunciou estatização de companhia elétrica EDF para lidar com crise energética que se espalha em todo o continente. O Estado francês já controlava a EDF, com 84% das ações da empresa e agora quer 100% do capital.

O anúncio da reestatização da empresa foi feito pela primeira-ministra Élisabeth Borne ao Parlamento de Paris e, após o discurso de Borne, as ações da EDF listadas na Bolsa de Valores de Paris subiram mais de 5,5%.

A volta sob exclusivo controle público da empresa energética tem motivos estratégicos: de acordo com a primeira-ministra, o objetivo é garantir a soberania francesa durante a guerra na Ucrânia, além de aumentar a segurança de suas reservas de energia.

Essa tendência é o resultado do que diversos países têm percebido: as privatizações não funcionam, pois encarecem e reduzem a qualidade dos serviços, atrapalhando o desenvolvimento.

Um levantamento feito pela ONG TNI mostra que, nos últimos 20 anos, 924 serviços foram reestatizados e outros 484 novos serviços estatais foram criados, em 58 países, especialmente nos mais ricos e desenvolvidos, como Alemanha, França, Inglaterra, Noruega e até nos Estados Unidos.

O caso recente da França é mais um exemplo de que não devemos ir na contramão do mudo moderno e repetir privatizações fadadas ao fracasso.

Participe da Plenária de Organização da Campanha Pela Reestatização da Eletrobras

Na próxima terça-feira, 19, a Campanha Salve a Energia Pelo Futuro do Brasil, o Coletivo Nacional dos Eletricitários, do qual o SINTEC-RS faz parte, a Plataforma Operária e Camponesa da Água e Energia, a Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo, realizarão a Plenária de Organização da Campanha Pela Reestatização da Eletrobras.

A Plenária ocorrerá de forma virtual, às 15h, na plataforma Zoom Meetings. Participe e vamos, juntos, defender a Eletrobras pública. Para participar, clique aqui.

SINTEC-RS participa de ato em defesa da água pública

Na última terça-feira, 28, o SINTEC-RS participou do movimento RS pela Água, que reuniu cerca de cinco mil pessoas em Porto Alegre para caminhada em defesa da água e do saneamento público. O ato teve início às 11h, em frente ao DMAE e a caminhada seguiu em direção ao centro da cidade, passando pelo Tribunal de Contas do Estado, pela sede da CORSAN e terminando na Praça da Matriz, onde localizam-se a sede do Executivo estadual, o Palácio Piratini, e a Assembleia Legislativa do RS.

A manifestação chamada por sindicatos e movimentos populares destacou a importância da água pública e contestou argumentos sobre a privatização da CORSAN e do DMAE. Na ocasião, servidores dos mais de 300 municípios atendimentos pela CORSAN vieram até Porto Alegre para participar do ato.

Confira a galeria de fotos da manifestação:

Participe: audiência pública discutirá o PLC 39/2020

No dia 27 de junho a Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da Assembleia legislativa do RS realizará a Audiência Pública que discutirá o PLC 39/2020 – que propõe a adequação da Lei Complementar nº 14.376/2013.

O evento, que será realizado em formato híbrido, ocorrerá na Sala João Neves da Fontoura, o Plenarinho da ALRS e será transmitido pelo YouTube. Participe na Assembleia Legislativa ou acompanhe a transmissão do evento neste link. A mobilização de todos e todas é fundamental neste momento. O PLC 39/2020 já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça, na Comissão de Segurança e Serviços Públicos e na Comissão de Economia.

Entenda o PLC 39/2020

O Projeto de Lei Complementar 39/2020 propõe uma adequação legal para que Técnicos Industriais, com Registro Profissional no CRT, possam continuar realizando PPCI’s.

E por que a adequação é necessária?

Porque a criação do Conselho dos Técnicos Industriais, após a Lei nº 14.376/13, resultou na necessidade de atualizar a legislação vigente, para incluir o novo Sistema CFT/CRT-RS.

É importante lembrar que os Técnicos Industriais sempre realizaram atividades de projeto e execução de PPCI’s, gerando ART’s – Anotação de Responsabilidade Técnica – junto ao Sistema CONFEA/CREA.

Participe da Audiência Pública que discutirá o PLC 39/2020

No dia 27 de junho a Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da Assembleia legislativa do RS realizará a Audiência Pública que discutirá o PLC 39/2020 – que propõe a adequação da Lei Complementar nº 14.376.

O evento, que será realizado em formato híbrido, ocorrerá na Sala João Neves da Fontoura, o Plenarinho da ALRS. O PLC 39/2020 já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça, na Comissão de Segurança e Serviços Públicos e na Comissão de Economia.

Entenda o PLC 39/2020

O Projeto de Lei Complementar 39/2020 propõe uma adequação legal para que Técnicos Industriais, com Registro Profissional no CRT, possam continuar realizando PPCI’s.

E por que a adequação é necessária?

Porque a criação do Conselho dos Técnicos Industriais, após a Lei nº 14.376/13, resultou na necessidade de atualizar a legislação vigente, para incluir o novo Sistema CFT/CRT-RS.

É importante lembrar que os Técnicos Industriais sempre realizaram atividades de projeto e execução de PPCI’s, gerando ART’s – Anotação de Responsabilidade Técnica – junto ao Sistema CONFEA/CREA.

SINTEC-RS realiza reunião com Técnicos da CORSAN

Na manhã desta quinta-feira, 19, o SINTEC-RS realizou reunião com os Técnicos da Corsan no DEMAT, em Porto Alegre, para tratar sobre questões referentes ao Acordo Coletivo de Trabalho, ações trabalhistas e as privatizações do setor público.

Nos próximos dias, o sindicato realizará reuniões regionais com os Técnicos e Técnicas da Corsan.

Técnico Industrial, conheça a legislação que regulamenta a sua profissão

O Técnico Industrial é todo aquele profissional habilitado através de curso Técnico de Nível Médio (2º Grau), por Escolas Técnicas Federais, Escolas Técnicas Estaduais, Escolas Técnicas Municipais, Escolas Técnicas Particulares e pelo Sistema “S” – SENAI.

Veja a legislação relacionada ao Técnico Industrial, de nível estadual e federal:

LEIS

  • Lei Federal nº 5.524/68 – Regulamenta o exercício das profissões de Técnico Industrial e Agrícola e da outras providências.
  • Lei Estadual nº 11.371/99 – Dia do Técnico industrial.
  • LEI Nº 13.639/2018. – Lei que Cria o Conselho Federal dos Técnicos Industriais, o Conselho Federal dos Técnicos Agrícolas, os Conselhos Regionais dos Técnicos Industriais e os Conselhos Regionais dos Técnicos Agrícolas.

DECRETOS

  • Decreto nº 90.922/85 – Dispõe sobre o exercício da profissão de Técnico Industrial e Técnico Agrícola.
  • Decreto nº 4.560/02 – Dispõe sobre o exercício da profissão de Técnico Industrial e Técnico Agrícola.

PORTARIAS

Você também pode conferir as as principais modalidades técnicas abrangidas pela entidade no e-book gratuito Quem são os Técnicos Industriais. Além da apresentação das modalidades, o material também indica as áreas de atuação dos profissionais no mercado de trabalho.

Acesse aqui o material completo.

SINTEC-RS participa da inauguração da nova sede do CRT-RS

Na última quinta-feira, 28 de abril, o SINTEC-RS participou da inauguração da nova sede do Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Rio Grande do Sul, CRT-RS, em Porto Alegre. O evento reuniu a diretoria do Conselho Federal dos Técnicos (CFT), os presidente do Conselhos Regionais CRT-SP, CRT-MG e CRT-01, além do diretor da Fundação Liberato, Ramon Fernando Hans e demais convidados.

Na ocasião, o presidente do CRT-RS, Ricardo Nerbas, destacou a importância desta conquista para a categoria dos Técnicos e Técnicas Industriais, que agora terá mais eficiência e qualidade no atendimento. A nova sede está localizada na Avenida Borges de Medeiros, 308, edifício Continente de São Pedro, Bloco Fronteiras, no 15º andar.

Confira algumas fotos do evento:

SINTEC-RS participa de Grande Expediente na ALRS sobre Ensino Técnico

Na última quinta-feira, 28, o SINTEC-RS participou do Grande Expediente na Assembleia Legislativa do RS sobre o Ensino Técnico, com o tema “Ensino Técnico: oportunidade para jovens, desenvolvimento para o RS”. O evento, de proposição do Deputado Estadual Paparico Bacchi, ocorreu no Plenário 20 de Setembro da ALRS e foi transmitido ao vivo no canal oficial da Assembleia no YouTube.

Na ocasião, o deputado Paparico Bacchi discursou sobre a importância do ensino técnico e dos profissionais técnicos e técnicas para o desenvolvimento do país, além de defender a valorização da categoria. De acordo com o deputado, um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas indica que pessoas que cursaram o ensino técnico possuem 38% de chances de conseguir um emprego de carteira assinada e remuneração 13% maior do que aquelas que não fizeram um curso profissionalizante.

O parlamentar ainda defendeu o PL 164/2019 e PL 39/2020, de sua autoria, que tratam sobre gestão democrática no ensino público e normas sobre Segurança, Prevenção e Proteção contra Incêndios, respectivamente. A deputada Luciana Genro (PSOL) e os deputados Dalciso Oliveira (PSB) e Luiz Fernando Mainardi (PT) também discursaram em apoio ao ensino técnico.

Participaram do evento o presidente do SINTEC-RS, César Augusto Silva Borges, os diretores Marcelo Valandro e Paulo Motta, o presidente do CFT Wilson Wanderlei Vieira, o vice-presidente do CFT, José Carlos Coutinho, os diretores do CFT, Francisco Viana Balbino e Bernardino José Gome, o presidente do CRT-RS, Ricardo Nerbas, o presidente do CRT-01, Luiz Dias, o presidente do CRT-SP, Gilberto Sacamoto, o presidente do CRT-MG, Nilson Rocha, o diretor da Fundação Liberato, Ramon Fernando Hans, o presidente do Sindicato dos Técnicos Agrícolas do RS (SINTARGS), Luiz André Sasso, o presidente da Associação Gaúcha dos Professores do Ensino Técnico Agrícolas (AGPTEA), Fritz Roloff, o prefeito de Agudo, Luiz Henrique Kittel e técnicos e técnicas industriais.

Confira algumas fotos do evento:

Para assistir a gravação do evento, clique aqui.

PL 39/2020 é aprovado na CEDS

A Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (CEDS), da Assembleia Legislativa, aprovou nesta quarta-feira, 6, o parecer do relator do Projeto de Lei 39/2020, Deputado Dalciso Oliveira (PSB). O Projeto visa adequar a Lei n.º 14.376, de 26 de dezembro de 2013, chamada de Lei Kiss, que estabelece normas sobre Segurança, Prevenção e Proteção contra Incêndios nas edificações e áreas de risco de incêndio no Estado do Rio Grande do Sul.

Com esta adequação e, após aprovação em Plenário, os Técnicos Industriais com Registro Profissional no Conselho Regional dos Técnicos Industriais (CRT-RS), poderão realizar o projeto e execução de Planos de Prevenção e Proteção Contra Incêndio – PPCI’s.

A proposta, que também já foi aprovada nas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e Segurança e Serviço Público (CSSP), seguirá para votação no Plenário.