Ao privatizar energia, Estado abre mão de recursos estratégicos para o futuro

Ao privatizar energia, Estado abre mão de recursos estratégicos para o futuro

Ao privatizar energia, Estado abre mão de recursos estratégicos para o futuro

🤑 O Governos Federal e o do Rio Grande do Sul coincidem em suas estratégias de privatizar as empresas de energia – Eletrobras e CEE-GT.

🌍 Além do aumento nas tarifas (que já estão nas alturas), essas privatizações vão na contramão do que acontece no mundo, uma vez que a energia elétrica tem papel estratégico para qualquer país e governos de países desenvolvidos estão reestatizando empresas que foram privatizadas no passado.

💥 Nem o Brasil e nem o Rio Grande do Sul podem abrir mão de recursos tão estratégicos, porque isso comprometeria a nossa soberania e prejudicaria profundamente a nossa população.

✨ Em 2019, a Eletrobras e as estatais estaduais Copel, Cemig, CEEE-GT e Celesc foram responsáveis por 54% da hidroeletricidade consumida no país. Sem elas, os brasileiros pagariam mais caro e teriam serviços de pior qualidade.

Eles não podem entregar o patrimônio do povo.

Eles não podem vender o que é dos gaúchos!